OUÇA AO VIVO

Nenhum evento encontrado!

“Fazer a paz exige muito mais coragem do que fazer a guerra”, diz Papa

Após a oração do Angelus neste domingo, 9, o Papa Francisco lançou novos apelos pela paz. Em especial, lembrou a situação vivida em Gaza e

Após a oração do Angelus neste domingo, 9, o Papa Francisco lançou novos apelos pela paz. Em especial, lembrou a situação vivida em Gaza e reiterou

Após a oração do Angelus neste domingo, 9, o Papa Francisco lançou novos apelos pela paz. Em especial, lembrou a situação vivida em Gaza e reiterou que é possível chegar a acordos pelo fim dos conflitos.

Primeiramente, o Pontífice citou que, nesta segunda-feira, 10, acontecerá uma conferência sobre a situação humanitária em Gaza. Ele agradeceu por essa iniciativa ao mesmo tempo em que incentivou a comunidade internacional a agir com urgência para ajudar a população da região castigada pela guerra. “A ajuda humanitária deve chegar aos necessitados, e ninguém pode impedi-la”, afirmou.

Na sequência, o Santo Padre lembrou que, neste sábado, 8, foi comemorado o 10º aniversário da Invocação pela Paz no Vaticano, que, na época, contou com a presença do presidente israelense, o falecido Shimon Peres, e do presidente palestino, Abu Mazen. Tal encontro, declarou, “demonstrou que apertar as mãos é possível e que fazer a paz exige coragem, muito mais coragem do que fazer a guerra”.

“Portanto”, prosseguiu Francisco, “incentivo as negociações em andamento entre as partes, mesmo que não sejam fáceis, e espero que as propostas de paz para um cessar-fogo em todas as frentes e para a libertação dos reféns sejam aceitas imediatamente para o bem dos palestinos e israelenses”.

Conflitos na Ucrânia e em Mianmar

O Papa recordou também o “martirizado povo ucraniano” e as vítimas do conflito em Mianmar. Ao avistar um grupo de ucranianos da janela do apartamento onde estava, o Pontífice os saudou, manifestando sua proximidade. “Este é um desejo de paz, por isso encorajo todos os esforços que são feitos para que a paz possa ser construída o mais rapidamente possível, com a ajuda internacional”, concluiu.

 

Foto: Canção Nova

Fonte: Reuters

Por: Rede Cultura de Comunicação

Postado: 10/06/2024

Compartilhar:

Notícias relacionadas