OUÇA AO VIVO

Nenhum evento encontrado!

Procon Aracaju divulga pesquisa de preços de produtos típicos juninos

Para ajudar os consumidores a economizar durante as compras, o Procon Aracaju, órgão vinculado à Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec),

Para ajudar os consumidores a economizar durante as compras, o Procon Aracaju, órgão vinculado à Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), divulgou

Para ajudar os consumidores a economizar durante as compras, o Procon Aracaju, órgão vinculado à Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), divulgou uma pesquisa comparativa de preços de itens tradicionais das festas juninas. A pesquisa envolveu visitas a oito estabelecimentos para coleta dos dados, visando fornecer uma referência de preços aos consumidores e monitorar o mercado. A pesquisa foi realizada entre os dias 17 e 18 de junho, e a coleta das informações contemplou 24 itens alimentícios voltados para produtos juninos, em razão dos festejos do São João.

A coordenadora geral do Procon Aracaju, Carolinne Bongiovani, explica que, considerando a última pesquisa realizada, foi possível constatar uma pequena variação de preço. “Houve uma pequena elevação no valor de alguns produtos, como por exemplo, o beiju molhado, a pamonha, o arroz doce. O aumento que a gente percebeu foi entre 50 centavos a dois reais, a depender do produto. Já o milho cozido, que a gente observou que a maioria dos estabelecimentos vendem, a gente percebeu que o preço se manteve estável”, disse.

Ainda de acordo com a coordenadora, é preciso deixar claro que o Procon não tem autorização legal para regulamentar ou estipular o preço mínimo e preço máximo nos estabelecimentos. “No entanto, a função essencial do órgão é coibir condutas abusivas que são praticadas dentro desse âmbito de consumo, como é o caso de uma elevação injustificada de preço. Então, caso o consumidor queira registrar alguma denúncia ou tirar alguma dúvida nesse sentido, ele pode entrar em contato com a gente através dos nossos canais de comunicação”, declarou.

Atendimento

Para realizar denúncias ou esclarecer dúvidas é possível acionar o Procon Aracaju por meio do SAC 151, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O serviço de agendamento online também está disponível no site procon.aracaju.se.gov.br, e, a partir dele, o consumidor que deseje registrar uma reclamação na sede do órgão pode escolher a data e horário do seu atendimento, conforme disponibilidade.

Produtos pesquisados

Foram coletados os preços de 24 produtos. Os itens contemplados foram os seguintes: arroz doce; beiju molhado; sarôio; bobó de camarão; broa de milho; canjica; caruru; castanha; amendoim; milho cozido; mingau de puba; mungunzá; pamonha; pé de moleque; queijadinha; bolo de banana; bolo de cenoura; bolo de fubá; bolo de laranja; bolo de leite; bolo de macaxeira; bolo de milho; bolo de puba; e bolo de tapioca.

 

 

Fonte: AAN

Foto: Brasil de Fato/divulgação

Por: Rede Cultura de Comunicação

Postado: 20/06/2024

Compartilhar:

Notícias relacionadas